Vista de Trabalhador Nomeado pelo Empregador (Employer Nominated Worker’s Visa)

Home/Migração na Austrália/Vista de Trabalhador Nomeado pelo Empregador (Employer Nominated Worker’s Visa)

Employer Nominated Workers’ Visa

Os empregadores australianos podem patrocinar funcionários estrangeiros com visto permanente, desde que eles estejam trabalhando no negócio legalmente e de forma ativa. O programa patrocinado pelo empregador tem o objetivo de permitir que os empregadores australianos satisfaçam as carências de competências através do recrutamento de trabalhadores qualificados do exterior

As duas categorias de vistos patrocinados pelo empregador são:

• Regime de Nomeação do Empregador (ENS) subclasse 186

• Regime de Migração Regional Patrocinado (RSMS) subclasse 187

nquanto o ENS pode ajudar as empresas australianas em qualquer lugar na Austrália à preencher vagas em seus negócios, o RSMS só pode ser usado pelos empregadores em áreas populacionais regionais ou de baixa população na Austrália. Os critérios concessionais consistem em uma ampla gama de ocupações permitidas para nomeação para aplicar às aplicações RSMS.

ENS

O Regime de Nomeação do Empregador (ENS) permite que os empregadores em qualquer lugar na Austrália nomeem pessoas qualificadas para vistos permanentes. Há apenas uma subclasse, subclasse 186, que pode ser aplicada para quando o requerente do visto estiver na Austrália ou no exterior. O processo ENS tem duas etapas. Primeiro, o empregador deve dirigir-se ao Departamento para a aprovação de uma posição indicada. Em segundo lugar, o funcionário nomeado deve fazer um pedido separado para um visto.

Há três fluxos de nomeações disponíveis:

1. O Fluxo de Transição de Residência Temporária (TRT)

2. O Fluxo de Entrada Direta

3. O Fluxo de Contrato de Trabalho («Agreement»)

Os diferentes critérios de nomeação se aplicarão dependendo se o candidato estiver aplicando sob o fluxo TRT, ou sob o fluxo DE. O Fluxo TRT pode estar disponível para aqueles que têm se mantido com um visto 457 por 2 anos nos últimos três anos sob o visto de nomeação. Este fluxo de visto é o mais favorável para os requerentes de visto. Se você não tem experiência de trabalho na Austrália, você é obrigado a cumprir os critérios do fluxo de entrada direta na maioria dos casos. Os recorrentes no fluxo de Entrada Direta são obrigados a estar abaixo de 50 anos de idade e ter IELTS 6.0 em cada faixa no momento do pedido de visto. 

RSMS

O Regime de Migração Regional Patrocinado (RSMS) ajuda os empregadores australianos em áreas de crescimento da população regional e baixa população à recrutar trabalhadores estrangeiros qualificados para preencher vagas permanentes que são incapazes de serem preenchidas apenas com a demanda de mercado de trabalho local. As aplicações RSMS são as mais prioritárias nos termos do Artigo n.º 50, emitido no projeto de lei da secção 499.
Qualquer empregador pode participar do regime, desde que eles estejam ativamente e legalmente operando regionalmente na Austrália, atendam a certos requisitos e se a posição a ser preenchida estiver em uma área coberta pela RSMS.

“Australia Regional” é definida por código postal em Aviso Gazette. Todas as áreas da Austrália estão atualmente cobertas pela RSMS, exceto Sydney, Wollongong, Newcastle, Melbourne, Brisbane e Gold Coast. Assim como o ENS, o programa RSMS  também consiste em três categorias de flucos diferentes: o fluxo de transição de residência temporária, o fluxo de Entrada Direta e o fluxo de Acordo. Este programa é adequado para aqueles cuja ocupação não está contida na lista de ocupação “.